Aquário de memórias

*** Entre imagens é uma série de documentários que a RTP2 está a passar às segundas feiras. No dia 18 foi a vez do episódio sobre o trabalho de José Manuel Rodrigues. Ia vendo, ouvindo e fazendo mais uma coisa qualquer, mas fui ficando presa quando reconheci algumas coisas de que também tenho alguma (pouca)…

Uykusuz Venüs

*** Dos confins da vigília. Como gostarias de te lembrar de mim? Dizes-me que voltaste Dizes-me que não me esperavas Digo-te Apenas Que permaneço intocável Ao sabor da leitura que foi nossa Descoso-me com os cuidados de uma      [costureira minuciosa Mesmo sabendo que não me esperaste Atravessei-te Sem sair de cá Atravessei-te Como…

Atlas do corpo e da imaginação

“O que as leis acalmam é esse instinto violento que domina as relações entre indivíduos e corpos. Acalmar, porém, não é eliminar, mas adiar.” Atlas do corpo e da imaginação. Teoria, fragmentos e imagens, 2013: 73   É possível que vá ler o Atlas do corpo e da imaginação todinho de seguida, mas por agora contento-me…

Excelência em Humanidades

*** Foi o primeiro artigo no Correio Beirão. Tirei a fotografia da Professora Ofélia Paiva Monteiro na Sala Ferreira Lima, Faculdade de Letras, em Coimbra.   Excelência nas Humanidades: Ofélia Paiva Monteiro  Abro o correio e a internet e de vários quadrantes me chega a notícia que tanto me alegra: o Prémio Virgílio Ferreira 2014,…

Íntimo do mundo

As palavras soçobram rente ao muro A terra sopra outros vocábulos nus Entre os ossos e as ervas, uma outra mão ténue refaz o rosto escuro doutro poema António Ramos Rosa, in A Nuvem Sobre a Página *** Era assim que eu queria escrever, num instante de luz e sombra, mas não sei fazê-lo. Como…

Escreler

*** Existem as palavras. Existem as palavras ditas, as palavras pensadas, as palavras escritas, as palavras supostas. E existe um tempo. E assim existe um espaço. Espaços. E existe a escrita. Que dá corpo. Que dá matéria. Que alonga as pontes entre o escrever e o ler. Escreler, de Manuel Portela. Na Casa da Escrita,…

Via aurea

Como tirar estas fotografias em vinte e oito passos. Ir à Casa da Escrita para a inauguração da exposição escreler, do Manuel Portela (depois falo sobre isso). Levar a máquina fotográfica. Assistir a uma espantosa performance do Manuel. Tirar bastantes fotografias. Sair mais cedo por causa da viagem. Dar de caras com um sol poente indeciso…

Aleg(o)ria

Le plus grand mystère est que nous tirions de nous-mêmes des images assez puissantes pour nier notre néant. A. Malrauz, La condition humaine. Falo melhor quando falo do que gosto, daquilo que já se entranhou dentro de mim e continua a fazer-me descobrir coisas novas, desafios diferentes. Foi o que aconteceu ontem, sem saber bem…

Metamorfoses da santidade

O António Manuel sabe que o tema desde colóquio, “metamorfoses da santidade”, não me passaria nunca ao lado. Por muitos motivos, mas sobretudo pelas simpatias da alma que me ligam à literatura espiritual barroca, que constitui um vasto manual para esse estado de conformidade entre a vontade do homem e a vontade de Deus. Contudo,…

Estrada interior

O António José Coelho é um homem gentil. Está mais habituado a ler o que escrevo do que a ouvir-me… e os meus textos não são gagos. Quando foi o lançamento da Guerra Interior em Viseu, falámos na possibilidade de fazer duas entrevistas. Uma está feita, esta de que indico as ligações. Estava ansiosa, pois então….

Apresentação da “Guerra Interior”, Viseu

Sábado, pelas 15.30h, na Igreja do Seminário Maior, vai ser o lançamento da edição do manuscrito Guerra Interior, da autoria do Pe. Matias de Andrade, oratoriano que foi no século XVIII da casa de Freixo-de-Espada-à-Cinta, obra que resultou da parceria da Quartzo Editora com o Centro de Literatura Portuguesa. Já foi feita a primeira apresentação…

Crónica de Feaglar

Matei os falsos sorrisos, silenciei as mentiras, vinguei as afrontas, as injustiças… Quando a minha inocência morreu, morreram aqueles que as destruíram. Pedro Ventura, O Regresso dos Deuses, p. 253 Já me encontrei com o Pedro Ventura há mais de um mês na Biblioteca Municipal de Viseu. Ele tinha na mão a reedição de Goor…