Excelência em Humanidades

*** Foi o primeiro artigo no Correio Beirão. Tirei a fotografia da Professora Ofélia Paiva Monteiro na Sala Ferreira Lima, Faculdade de Letras, em Coimbra.   Excelência nas Humanidades: Ofélia Paiva Monteiro  Abro o correio e a internet e de vários quadrantes me chega a notícia que tanto me alegra: o Prémio Virgílio Ferreira 2014,…

Rimas, poesia e hagiografia

*** A Ti busque, a Ti ache, a Ti me entregue Com tam intenso amor, com tal vontade, Que nunca mais de ti me desapegue. Várias Rimas ao Bom Jesus, 1770, p. 11 Duas recensões sobre literatura barroca na Revista de Estudos Literários, prestigiada edição do Centro de Literatura Portuguesa. Consultar PDF: aqui. “Poesia e…

Figuras da ficção

*** Sara Augusto. As figuras da ficção romanesca do maneirismo e do barroco: problemas e exemplos. Limite.  nº 7, 2013, pp. 83-98 [ISSN: 1888-4067]. Resumo As considerações tecidas neste trabalho pretendem mostrar como entre diferentes períodos literários a figuração das personagens apresenta idiossincrasias que devem ser consideradas. Mostra-se como fatores contextuais determinaram a dimensão das personagens…

Teografias I: guerra interior, conversão e alegoria

Está disponível online o primeiro volume do projeto Revista Teografias, impresso em 2011. Naquela altura falei da Guerra Interior, de Matias de Andrade, ainda em preparação artigo com o título Guerra Interior: conversão e alegoria. Os objetivos foram cumpridos: Com o estudo desta narrativa alegórica, de edificação, reflexão e didática religiosa, a Guerra Interior (1743), de…

A excelência da subversão

Obras de Misericórdia? perguntou Floriteia, “entendo-as em mui diferente sentido que aquele comum, que lhe deu este nome, assim não tenho nenhuma devoção com elas, nem hei-de ter nenhum exercicio”. Agravo e desgravo da Misericórdia, BPMP, ms, fl. 1v. Da subversão nasce a imaginação? Ou o processo é inverso? Artigo em construção: As figuras da ficção…

Apresentação da “Guerra Interior”, Viseu

Sábado, pelas 15.30h, na Igreja do Seminário Maior, vai ser o lançamento da edição do manuscrito Guerra Interior, da autoria do Pe. Matias de Andrade, oratoriano que foi no século XVIII da casa de Freixo-de-Espada-à-Cinta, obra que resultou da parceria da Quartzo Editora com o Centro de Literatura Portuguesa. Já foi feita a primeira apresentação…

Da sátira ao moralismo

Poco es conquistar el entendimiento si no se gana la voluntad. B. Gracián, El Heróe: Discurso XII. Acabei de reler a citação do jesuíta espanhol em A sátira e o engenho (1989), de João Adolfo Hansen, obra fundamental para o estudo da sátira no período barroco, sobretudo no que diz respeito à poesia satírica de…

Cartografia do barroco e do neobarroco

Foi hoje, pelas 16 horas, no Centro de Literatura Portuguesa, a conferência de Vincenzo Russo, professor da Universidade de Milão. O título era mais do que sugestivo e suficientemente provocador: Cartografia conceptual do Barroco e do Neobarroco na literatura portuguesa do século XX. De uma forma concisa e didáctica, Vincenzo Russo cobriu 5o anos que…

Mui comprida de soberba

Confesso. É só uma pontinha, assim miudinha, quase imperceptível… mas tem nome e chama-se vaidade. E lá estão pelo menos cinco volumes, alinhadinhos, entre o meu casal de Sargadelos, todos iguaizinhos, a dizerem que já cá estão e com muito gosto! Matias de Andrade não fala de «vaidade» mas fala abundantemente da «soberba», quase sinónimo….

Fragmentos de uma edição

Marta Teixeira Anacleto. «Nota prefacial». A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743). Viseu, Quartzo / CLP, 2012, pp. 9-13. «Editar, em 2012, o manuscrito da Guerra Interior, escrito em 1743 pelo Padre Matias de Andrade da Congregação do Oratório de Freixo de Espada à Cinta, pode, à partida, parecer um exaustivo exercício académico ou…

Padre Matias de Andrade (1680-1747, Congregação do Oratório)

Sara Augusto. «Para a ‘perfeita ordem e harmonia na república da alma’. A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743)». In A Guerra Interior  de Matias de Andrade (1743). Viseu, Quartzo / CLP: 15-18. O manuscrito da Guerra Interior, datado de 2 de Maio de 1743, é da autoria do Padre Matias de Andrade, da…

Guerra interior

Em Guerra interior, do Padre Matias de Andrade, Oratoriano de Freixo-de-Espada-à-Cinta, retoma-se um dos temas mais antigos da espiritualidade humana. Na altura em que a edição está quase pronta, resolvi ir apresentando o texto e o seu autor. Hoje fica a capa da edição, da responsabilidade da Rute Augusto, mais um trabalho bem conseguido pela…