A Oriente

Vai, mas não deixes de me escrever. Não deixes de escrever. Não deixes de fotografar. Sente tudo. Ana de Santa Cruz In mood for love Dia 15 de outubro. Entrei no barco em Hong Kong. Apenas mais uma hora para chegar a Macau. Chovia miudinho e por entre as nuvens rompia uma luz difusa e…

Na ponte dos anjos

*** Sustinham nos braços a Paixão em catorze dores. Olhei cada um dos anjos e senti cada uma. Depois deixei-me cair. Para tão grande dor tão curta a vida. Sétima crónica no Rua Direita.   Dizia Séneca que o ir pelo mundo não seria a mesma coisa para todos. Pois não, pensei para comigo enquanto…

Grislel, a das velas brancas

*** Apparato para o Diario que determino fazer nesta jornada de Lisboa para Roma com o favor de Deos e protecção de Maria Santissima, o Senhor S. Jozé e mais santos da minha devoção. Nelle he o meu intento narrar a verdade sinceramente em fé do que me assino. Lisboa Occidental, em 9 de Julho…

Onze horas

*** Sexta crónica no Rua Direita. Onze horas Comprei o bilhete de avião rapidamente e só depois percebi que o congresso tinha lugar numa cidade a 500 quilómetros a norte de Bucareste. Sim… esta é uma daquelas coisas que pode acontecer a pessoas desatentas como eu. A viagem de avião para Cluj Napoca, no coração…

Miragem: Córdova.

*** Cheguei ontem a casa, já era noite, e deitei-me cedo. Quando me levantei e abri a portada, um manto pesado de geada sobre o quintal gelou-me da cabeça aos pés. Consegui aquecer depois. Entretanto, quando procurava uma fotografia que devo ter arrumado na pasta errada, encontrei as fotografias que tirei em Córdova e que…

Tempus et urbs: peregrinatio

*** Sendo costume dos homens mais advertidos e curiosos, que por qualquer causa fazem viagem, o escrever as memórias delas, me pareceu bem seguir o seu exemplo e dar princípio a minha jornada de Lisboa a Itália, apontando os sucessos delas. Padre D. Manuel Caetano de Sousa, Viagem de Itália e Espanha, 1709, fl. 1 De 11…

Para lá da sombra

Das sombras espero sempre a luz reveladora. Ana de Santa Cruz O espaço interior é de sombra para os olhos que vêm da luz e do calor. Demorei tempo a perceber a imensidade da catedral, mas cedo entendi bem a forma como a voz popular se referiu à decisão dos cónegos de Sevilha em 1410…

El Salvador

A esta fusão do sublime com os sentidos confusos e ofuscados, da exuberância com as linhas mais puras e límpidas, da beleza mais cristalina com a expressão do sofrimento humano, costumo eu chamar barroco. Como uma aranha enredada na própria teia, uma das teias mais perfeitas da história da arte e da literatura. Ana de…

À procura de imagens: Roma

Quinta e sexta feira, na Universidade do Minho, decorre o colóquio O Imaginário das Viagens. Literatura, Cinema e Banda Desenhada, no auditório do Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH), organizado pelo Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho (CEHUM). A minha intervenção, com o título À procura de imagens: Roma nas «relações» portuguesas…