Nos teus olhos (capriccio)

Os teus olhos são os meus olhos, como casas caiadas de fresco, lavadas da poalha dourada sobre o rio. O teu coração aquece-me a lembrança de tanto verde e azul e as rochas batidas do sol e das giestas são o teu corpo em que me deito e sacio de todas as horas em que não existes. Amar-te-ia…

Fábula da lua

Havia uma lua enamorada do lago, do reflexo das árvores e dos juncos esguios. O nome da lua podia ser Narciso. Nas águas paradas contemplava a luz pálida, os traços de vales e crateras. Era um narciso conformado, demasiado longe para cair no lago. Talvez não haja história para contar. Havia apenas uma lua enamorada…

Chamo-me ovelha

Fiquei quieta a olhar. Decorei-lhe o gesto e vi como a paixão florescia entre as mãos e os olhos. Recolhi a luz dentro de mim. Ana de Santa Cruz Eu olhei primeiro e voltei para trás. Pedi-lhes que esperassem e apressei-me a mudar de objectiva. Aproximei-me do muro, sorrindo e fotografando ao mesmo tempo. Elas…

O palácio do rio

Dou-te um palácio no rio. Tem uma balaustrada de onde podes ver o sol a brincar com os seixos e a areia branca.        

A espessura do sol

O fim de agosto traz-me sempre melancolia. Mas também não o direi a ninguém… A espessura do sol Cabe na boca O Verão Está quase a terminar Não O diremos a ninguém Daniel Faria, Poesia, 428

Queria ter a posição dos claustros…

  A luz e a pedra. Podia ser o título deste conjunto de fotografias. Resultou de uma inesperada e rápida visita à catedral de Viseu. Há lugares onde podemos voltar como se estivéssemos em casa. Queria ter a posição dos claustros A posição do monge antigo que os varre A posição do moribundo que pergunta…

Into the light

Luz opaca onde as asas se ferem e o voo fica suspenso. Ana de Santa Cruz, Fábulas Octávio Paz, em 1973, no texto La mirada anterior, Prólogo a Las enseñanzas de Don Juan, de Carlos Castaneda, a propósito de uma curiosa citação de Michaux sobre o receio da “demasiada” publicação das suas obras, afirma: “Es…

Francesco

  Tenho pensamentos que, se conseguisse realizá-los e torná-los vivos, acrescentariam uma nova luz às estrelas, uma nova beleza ao mundo e um maior amor ao coração dos homens. Livro do Desassossego. Parei ao lado e estendi a mão… e toda aquela luz e cor, como vidro soprado no forno, caiu no chão, multiplicada em bolas…

The question

*** Hamlet observa a Horácio que há mais cousas no céu e na terra do que sonha a nossa filosofia. Era a mesma explicação que dava a bela Rita ao moço Camilo, numa sexta-feira de novembro de 1869, quando este ria dela, por ter ido na véspera consultar uma cartomante; a diferença é que o fazia por outras palavras. Machado…

Deriva

*** As ordens que levava não cumpri E assim contando tudo quanto vi Não sei se tudo errei ou descobri. Sophia de Mello Breyner Andresen, Deriva VIII.   Sentei-me na última fila. A sala despida, na penumbra. Apenas um armário junto da parede e no canto esquerdo uma cadeira de encosto. A luz da janela batia…

Topázio

***   Desvio o olhar da serra, quase névoa de luz, para o caminho. Baixo-me e observo. Sento-me no muro e tenho cuidado com o que piso. Cada vez gosto mais de fotografar jóias. Esmeraldas iluminadas e topázios cor de fogo e mel. Nunca mais fui apenas capaz de olhar em volta. Agora vejo. Quem…

O lago quer sonhava ser nuvem

*** Passei por aqui muitos dias da minha vida e em todos eles vi alguma coisa diferente. Acredito que vou pagar um preço alto por não ter experimentado nunca esse estado excelente a que chamam rotina. Ana de Santa Cruz. Não gosto muito de fotografias de paisagem, mas também raramente passo tempo com ela. Parece-me…