Grislel, a das velas brancas

*** Apparato para o Diario que determino fazer nesta jornada de Lisboa para Roma com o favor de Deos e protecção de Maria Santissima, o Senhor S. Jozé e mais santos da minha devoção. Nelle he o meu intento narrar a verdade sinceramente em fé do que me assino. Lisboa Occidental, em 9 de Julho…

The lady of the lake

*** Foi a quinta crónica no portal Rua Direita. Passem por lá. Like the dew on the mountain,  Like the foam on the river,  Like the bubble on the fountain,  Thou art gone, and for ever! (W. Scott, The Lady of the Lake) A dama do lago Já tenho esta fotografia guardada há uns meses….

May I cry?

*** Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei! Estavas dentro e eu fora te procurava. Precipitava-me eu disforme, sobre as coisas formosas que fizeste. Estavas comigo, contigo eu não estava. As criaturas retinham-me longe de ti, aquelas que não existiriam se não estivessem em ti. Chamaste e gritaste e rompeste…

Cidades estranhas

*** A cidade se embebe como uma esponja dessa onda que reflui das recordações e se dilata. Italo Calvino, As cidades invisíveis.   Continuo a escrita de viagens. A memória torna-se mais forte mas também mais apurada. Foi a segunda crónica publicada no Rua Direita. As cidades são estranhas. As cidades são estranhas. Nunca são iguais….

Simplicidade

*** A viagem é um exercício de simplicidade. (…) O que a torna complexa é a inevitável fusão do percurso físico com o labirinto das memórias e dos pensamentos. Rua Direita Esta é a primeira colaboração com a Rua Direita,  dirigida por Paulo Neto. Gostava muito que a viagem fosse o seu tema preferencial. Literatura de…