Story of a heart

Si ahora tú te vas
Pronto descubrirás
Que los dias son eternos y vacíos sin mi.

Luz Casal, Un año de amor.

Desenhar corações é uma coisa antiga. E simples.

Quando olhei para a secretária e para a luz que nela incidia e peguei no verniz com que tentava arranjar as unhas, foi um coração que ficou desenhado no vidro. Acrescentei cores e texturas. Não ficou como eu queria, como eu via que podia ficar. Não tenho jeito para  pintar as unhas. Não tenho jeito para corações.

6 opiniões sobre “Story of a heart

  1. Gostei ! Precisamos de mais coração. Urgentemente. Não apenas de o desenhar em vidro, papel ou plástico. Precisamos de o colocar todos os dias na mala, na pasta, no carro ou na rua. Precisamos de o trazer para a mesa do café ou para a reunião de trabalho, para a sala de aula ou para a associação do nosso bairro. Precisamos, hoje, de o partilhar com quem perdeu o emprego e olha para o futuro sem esperança…

  2. Gostei!

    E, no meu caso, aconteceu-me diferente… estava um dia no PC, quando, de repente, o sol que entrava pela janela, com a “ajuda” da cortina, projectou acidentalmente um coração na secretária… foi pegar na máquina e fotografar… um momento único!

Deixe uma Resposta para Sara Augusto Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s