Infância perdida

Como lhe hei-de explicar isto, senhor presidente da junta, o silêncio de uma casa carbonizada. (2017: 12) As coincidências ocorrem quando menos esperamos. Ainda tenho nos olhos as fotografias do Miguel Valle de Figueiredo quando começo a ler o livro de contos da Ana Margarida de Carvalho, Pequenos delírios domésticos, publicado pela Relógio d’Água no final de…

Cinzas

Cortaram os trigos. Agora A minha solidão vê–se melhor. Sophia, O Nome das Coisas, 1977 Não é por estar do outro lado do mundo que as coisas do meu mundo me passam ao lado. Estas não passaram. Nem o incêndio que tudo levou na sua frente, nem as fotografias do Miguel Valle de Figueiredo que me ferem…

De perfectione

Há fotografias que me fazem parar. Quando estou a fazê-las e depois e depois e depois. Não consigo distanciar-me do que vejo. Mais do que a beleza da composição, do abandono dos capitéis caídos, do perfeito «renascimento» dos arcos, da narrativa hagiográfica dos azulejos, cria-se uma cumplicidade que me faz sentar e pousar a máquina…